Top Social

Livros Lidos em 2019 - Kaka

26 dezembro 2019

Em Abril desse ano, eu e a Lola fizemos esse post, contando quais livros gostaríamos de ler durante 2019. Sabe quantos eu li dessa lista? Um total de 0! Isso porque alguns deles eram livros que eu nem tinha ainda, e que pretendia comprar futuramente. Mas depois de escrever o post, tomei a decisão de que não compraria nenhum livro esse ano, até que pelo menos eu tivesse lido todos - ou quase todos - os que tenho. E de fato, não comprei nenhumzinho! 

Os livros novos chegaram aqui em casa através de trocas no Skoob, ou emprestados da biblioteca. Sim, não lembro exatamente em qual mês, mas um belo dia tomei a decisão de me associar na Biblioteca Pública de Florianópolis, e foi uma grande ideia porque ela é super completa, e muito organizada. E embora eu não tenha cumprido a meta de ler os 5 livros que compartilhei naquela ocasião, li vários outros - deixando claro que, não tantos quanto eu gostaria.
- Cilada, Harlan Coben 
Sinopse via Skoob
Haley McWaid tem 17 anos. É aluna exemplar, disciplinada, ama esportes e sonha entrar para uma boa faculdade. Por isso, quando certa noite ela não volta para casa e três meses transcorrem sem que se tenha nenhuma notícia dela, todos na cidade começam a imaginar o pior. O assistente social Dan Mercer recebe um estranho telefonema de uma adolescente e vai a seu encontro. Ao chegar ao local, ele é surpreendido pela equipe de um programa de televisão, que o exibe em rede nacional como pedófilo. Inocentado por falta de provas, Dan é morto logo em seguida. Na junção dessas duas histórias está Wendy Tynes, a repórter que armou a cilada para Dan e que se torna a única testemunha de seu assassinato. Wendy sempre confiou apenas nos fatos, mas seu instinto lhe diz que Mercer talvez não fosse culpado. Agora ela precisa descobrir se desmascarou um criminoso ou causou a morte de um inocente.
Recebi esse livro numa troca que fiz via Skoob, e solicitei ele justamente por ter ficado super intrigada com a sinopse. Livros de suspense geralmente não são minha primeira escolha, mas amo quando começo a ler algum que desperta medo, tensão e que faz você abandonar tudo o que está fazendo pra descobrir o desfecho. O autor é super famoso pelas suas obras desse gênero, mas nunca tinha lido nada até então. Confesso que me decepcionei bastante. Achei a história chatinha, enrolada demais, e não senti afeição por nenhum dos personagens. Até me surpreendi um pouco com o final, mas achei bem mais ou menos. Por isso até, assim que a leitura terminou, disponibilizei ele novamente no Skoob, e em seguida já enviei pra outra pessoa.

- A Guerra Que Salvou a Minha Vida, Kimberly Brubaker Bradley
Sinopse via Skoob
Ada tem dez anos (ao menos é o que ela acha). A menina nunca saiu de casa, para não envergonhar a mãe na frente dos outros. Da janela, vê o irmão brincar, correr, pular – coisas que qualquer criança sabe fazer. Qualquer criança que não tenha nascido com um “pé torto” como o seu. Trancada num apartamento, Ada cuida da casa e do irmão sozinha, além de ter que escapar dos maus-tratos diários que sofre da mãe. Ainda bem que há uma guerra se aproximando. Os possíveis bombardeios de Hitler são a oportunidade perfeita para Ada e o caçula Jamie deixarem Londres e partirem para o interior, em busca de uma vida melhor.
Primeiro que fiquei apaixonada por essa edição da DarkSide Books, é linda demais. Histórias que se passam nesse período tendem sempre a ser muito tristes, e essa embora tenha a parte da tristeza, da melancolia, fala muito de laços familiares, de afeto, de superação. Ada é uma personagem que foi tão mal tratada durante sua vida, que chega a se assustar quando recebe um pouco de carinho. E os melhores momentos da sua vida começam a acontecer, justamente quando o mundo está um caos. Fiquei muito envolvida e tocada. Quero ler a continuação, A Guerra que me Ensinou a Viver.

- O Outro Lado da Meia Noite, Sidney Sheldon
Sinopse via Amazon
Ambientado nas décadas de 30 e 40, O outro lado da meia-noite narra as histórias de duas mulheres muito diferentes - que têm em comum o amor pelo mesmo homem. A sensual Noelle é uma famosa atriz que sai dos bairros pobres de Marselha para o sucesso no cinema. A americana Catherine é uma profissional bem-sucedida mas totalmente insegura com o sexo masculino em geral.
Lembro de ver esse livro na biblioteca da escola, ficar intrigada com o nome, e a bibliotecária dizer que não era pra minha idade! A Lola, como uma boa fã de Sidney Sheldon, sempre comentou comigo sobre as histórias dos livros que ela mais gostava, e eu ficava morrendo de curiosidade. Então, esse ano decidi que faria a leitura desse, até porque uma das protagonistas, tem o mesmo nome que eu! Adivinha só, achei na biblioteca, e dessa vez não tinha ninguém pra me impedir de levar - hahaha. A história é ultra envolvente, fiquei vidrada no livro da primeira a última página. Adorei como os capítulos são divididos - por personagens - e enfim, é muito bom. Agora vou procurar o filme! Descobri essa semana que a história tem continuação, então o Lembranças da Meia Noite, já entrou na lista das próximas leituras.
- A Irmã de Becky Bloom, Sophie Kinsella
Sinopse via Skoob
Becky Bloom achou que casar com Luke Brandon seria uma caixinha da Tiffany cheia de felicidade. Mas, honestamente, a coisa não é um sonho como ela esperava. O problema começou na lua-de-mel, quando contou uma mentirinha minúscula a Luke, sobre uma comprinha de nada. Agora ela está com o orçamento contado, não tem emprego e, pior de tudo, sua querida amiga Suze tem uma nova “melhor amiga”. Becky está na maior deprê quando recebe uma notícia incrível: ela tem uma irmã, há muito tempo perdida, sumida, esquecida! Becky nunca esteve tão em-pol-ga-da!!! Finalmente uma irmã de verdade! Elas podem fazer compras juntas...
Já fiz um post especialmente pra Sophie Kinsella, aqui no blog, uma das minhas autoras favoritas. E precisava colocar em dia, as aventuras de Becky. O último que eu tinha lido até então era As Listas de Casamento, e já que o próximo era esse, recomecei da onde parei. Só posso dizer que, de toda a saga até então, foi um dos que mais dei gargalhadas. 

- O Chá-de-Bebê de Becky Bloom, Sophie Kinsella
Sinopse via Skoob
A vida de nossa querida Becky Bloom vai muito bem, obrigada! Além de estar trabalhando numa loja como compradora pessoal, ela e Luke estão à procura de uma casa nova (um lugar bem espaçoso, com direito a um closet só para guardar os sapatos!) e... Becky está grávida!!! Nossa amiga gastadora não poderia estar mais feliz - sobretudo porque descobriu que fazer umas comprinhas é ótimo para enjôos matinais. E tudo tem de estar perfeito para o bebê: a decoração do quarto, o carrinho de última geração e a obstetra mais badalada da cidade. Mas surge um probleminha: a doutora famosa nada mais é que uma ex-namorada de Luke. Ao que parece, a gravidez de Becky não vai ser tão tranqüila.
Quando a gente acha que Sophie Kinsella já esgotou sua criatividade pra colocar Becky nas mais inimagináveis situações, ela vai lá e nos mostra que não tem limites. Livro como os outros, leve, engraçado, e romântico. Adorei!

- Mini Becky Bloom - Tal Mãe, Tal Filha, Sophie Kinsella
Sinopse via Skoob
Becky Bloom está casada com o homem de seus sonhos, Luke, e tem uma filha de dois anos, Minnie, que parece seguir desde já o gosto da mãe por compras e pela moda.Mas criar a filha é muito mais complicado do que parecia ser, pois a garotinha cria confusões por onde passa. E quando Becky decide dar uma festa surpresa para Luke, não será uma tarefa fácil manter os preparativos em segredo do marido.
Esse foi o último livro da série que li até então. Ainda faltam dois, e um terceiro que será lançado agora no Natal. Segui achando incrível, nada decepcionante, e o padrão de qualidade dos livros da Sophie Kinsella segue o mesmo. O que me chamou atenção pra esse especificamente, foi algo que achei super bacana. As histórias paralelas dos demais personagens, embora sejam secundárias, possuem sempre uma coerência, e acaba despertando uma curiosidade pra saber o que vai acontecer com eles também. Sou muito apegada aos livros da Becky, se é que ainda não deu pra perceber.

- Uma Noite com Audrey Hepburn, Lucy Holliday
Sinopse via Skoob
A atriz Libby Lomax encontrou seu refúgio no mundo dos filmes clássicos, nos quais as deusas imortais favoritas da tela parecem oferecer muito mais romance do que a vida real. Depois de um dia terrível no set de filmagens, onde ela passou a maior vergonha de todos os tempos na frente do elenco inteiro e, pior, do astro sexy e notório bad boy Dillon OHara, tudo o que Libby consegue fazer é se jogar no sofá e assistir a Bonequinha de luxo pela milionésima vez. De repente, ela se surpreende ao ver a estrela do cinema, Audrey Hepburn, sentada bem ao seu lado, em seu vestidinho preto, clássicos óculos escuros e cigarrilha vintage, cheia de conselhos para dar.
Mais um que troquei pelo Skoob. E embora a avaliação dele não seja muito alta por lá (3.7/5), solicitei pra troca porque além de achar a capa linda, e a sinopse curiosa, preciso sempre ler tudo o que tem Audrey Hepburn envolvida. Então, pra minha surpresa, já comecei a gostar de cara da protagonista, porque ela, assim como eu, é super fã da Audrey. E pra minha surpresa também, achei o livro super gostoso de ler. Divertido, descontraído... agora quero ler os outros dois que formam a trilogia: Uma Noite com Marilyn Monroe e Uma Noite com Grace Kelly.

Achei 7 livros lidos em um ano, um número tão simplório, por isso estou oficialmente comprometida a ler muitos outros ano que vem. No mínimo, dobrar esse número né?!

Qual foi o melhor livro que você leu em 2019?



Um comentário on "Livros Lidos em 2019 - Kaka"
  1. Kaka. ♥ Becky Bloom é uma das personagens mais queridas e a Sophie é sem palavras. Você vai amar os outros e esse do Natal da Becky é o próximo da minha listinha. Quando terminar, te conto. =) E nossa me deu muita vontade de me associar a uma Biblioteca. E eu preciso me empenhar mais no Skoob. Adorei a ideia das trocas. E esse da série "Uma noite com (...)" é o melhor. Os outros não curti tanto o quanto imaginei. E eu li muitos livros legais durante 2019 também, mas acho que o melhor foi: A casa dos novos começos, uma série de romances contemporâneos da Arqueiro. Vale muito a pena! =)

    Beijos, Carol
    www.pequenajornalista.com

    ResponderExcluir