Top Social

Tudo Sobre Esponjinhas Faciais

07 fevereiro 2020

Lembro que quando vi uma esponja facial pela primeira vez fiquei intrigada e cheia de dúvidas. Na época, ela estava recém começando a fazer sucesso em solo brasileiro e até então era algo totalmente desconhecido pra mim. Minha cunhada que é louca por maquiagem que havia feito a compra, e me mostrou toda empolgada como se utilizava.

Quem criou as esponjinhas faciais foi a empresa americana Beauty Blender, e mesmo que agora seja possível comprá-la aqui no Brasil, por aqui a esponjinha tem um valor bem alto. Felizmente, hoje em dia há muitas marcas, tipos e formatos diferentes, e podemos ter acesso a uma esponjinha de excelente qualidade, sem gastar muito pra isso. 

E vale a pena? É um acessório que faz diferença de fato na maquiagem? Olha, na minha opinião, faz sim. Primeiro, que, você precisa molhar ela antes de usar. Depois de tirar todo o excesso da água, aí sim que você aplica a base/bb cream/cc cream/corretivo na pele. Por isso, o acabamento na pele vai ficar mais bonito e mais natural. Dá pra usar seca? Sim, com algumas esponjas e com alguns produtos, ela tem um bom desempenho seca. A única coisa, é que dependendo do caso, ela pode absorver muito do produto, causando um certo desperdício.

E entre esponja e pincel, qual é o melhor? Vai de pessoa pra pessoa. Mas, particularmente, mesmo quando eu opto pelo pincel, o acabamento final é com a esponja. Por muitas vezes, dependendo do tipo do produto, o pincel deixa até um efeito "riscado". Ainda tem a opção de aplicar com os dedos, o que as vezes torna a maquiagem bem prática, mas até nesse caso, uma esponjinha como último passo depois da base/bb cream/cc cream/corretivo faz diferença. Parece que o produto adere melhor na pele, sabe? Acho que o pincel ganha a batalha, no que diz respeito a higienização. Como a esponjinha se usa úmida, ela precisa ser limpa com bem mais frequência que o pincel.


Esponja Gota


Esse tipo de esponjinha é super fácil de encontrar! Tem no tamanho normal, e nesse tamanho mini. A normal comprei de uma marca bem genérica, e a pequena é da Macrilan. Acho uma ótima opção, a esponja grande é ótima pra aplicar base e afins, e a pequena o corretivo, principalmente na área abaixo dos olhos. A Beauty Blender clássica, possui esse formato.




Esponja Gota Chanfrada


Esse é o meu formato favorito. A parte da gota é boa pra acessar alguns cantinhos menores do rosto, e a parte de baixo, chanfrada, ótima pra testa e bochechas, áreas maiores. A minha é da Real Techniques, então teoricamente é mais cara, mas comprei numa promoção bem pechincha. De qualquer forma, tem outras que possuem esse formato e são muito famosas no mercado pela sua qualidade, como a da Mari Saad por exemplo.





Esponja Curva


Esse é outro modelo que também é muito bom de usar pois te dá precisão na hora se segurar. Eu particularmente gosto mais dos outros, mas essa preferência é bem pessoal, o ideal é ir usando e descobrindo qual formato funciona melhor pra você. Essa é da marca Belliz, e considero uma boa esponjinha, mas prefiro as que são mais macias. A Lola por exemplo, não possui um formato favorito, mas um dos seus pré requisitos básicos pra considerar uma esponjinha boa, é que ela seja bem macia.





Esponja Queijinho


Ela ficou popularmente conhecida por esse nome porque o que seu principal modelo é o triangular, que lembra uma fatia de queijo. Esse tipo de esponja, você usa seca e não molha, pois o material que ela é feita é diferente e não absorve a água. Atualmente possui diversos modelos, não só a de triângulo. Eu acho boa, mas nada extraordinário. As duas da foto são de marca genéricas, que comprei em uma lojinha de maquiagem.





Esponja Soft Blend


Teoricamente esse poderia ser apenas um modelo oval, e a foto da esponja serviria pra ilustrar o modelo. Acontece que, gosto tanto dela, que foi a única que quis especificar a marca e indicar diretamente. É da Océane e já fizemos resenha dela aqui. Como podem ver, fiquei tão fã que comprei duas. Uma vez molhada, ela dobra de tamanho. Pode ser usada dos dois jeitos, seca e molhada, e funciona super bem de ambos. É super macia e maleável, então mesmo sem ter pontinha, é fácil de acessar os cantinhos do rosto com ela. Pra completar é super baratinha!




Pra limpar as esponjinhas, eu deixo de molho na água quente com shampoo Johnson's, mas também funciona super bem com Baby Dove, Sabonete em Óleo da Nivea e até com detergente. Aquelas partes mais manchadas, que não são removidas de jeito nenhum, você consegue limpar com a ajuda do cleansing oil. Pra mais informações de limpeza e higienização, pretendemos gravar um vídeo em breve pro IGTV, fica de olho! E qualquer dúvida, é só nos mandar uma mensagem!




Três Protetores pra Pele Mista a Oleosa

06 fevereiro 2020

Por pura sorte, os últimos três protetores solares que vieram morar na minha penteadeira deram muito certo pra minha pele. Talvez não só sorte, mas um pouco de pesquisa, já que avaliei muito bem o Bioré antes de comprar. Os outros, foi sorte e gentileza, pois ganhei os dois de pessoas muito queridas e que queriam muito que eu os testasse. Como já desperdicei muito dinheiro em protetor cilada, que promete mundos e fundos e no fim se torna pura decepção, decidi compartilhar por aqui a minha experiência positiva com esses três.


Vamos começar pelo melhor, mas também mais caro entre eles. Já fizemos a resenha do Bioré Perfect Milk, aqui, mas vale lembrar do quanto ele é bom pra quem tem pele mista e pele oleosa. Mesmo tendo uma textura super líquida e oleosa, ele é rapidamente absorvido deixando uma sensação aveludada e sequinha. É quase um primer. Ele consegue manter essa sensação sequinha na pele o dia todo, mesmo nos dias quentes. A única parte mais inconveniente é a remoção. Esse protetor especificamente precisa do cleansing oil pra ser removido por completo da pele.



Como estou tentando comprar produtos de beleza novos, só quando termino um antigo, e ainda tenho o Perfect Milk, não comprei mais nenhum protetor solar. De qualquer forma, presente a gente não recusa né? Ganhei o Gel Creme Protetor Toque Seco Natura da dinda do meu marido e já sai usando imediatamente pra testar. Ele é específico pra pele mista a oleosa e tem FPS 60. Me surpreendi positivamente, pois de fato ele deixa o toque seco na pele. Não consigo entender muito bem porque ele tem o Gel no nome, pois na minha opinião é apenas creme. A textura não é super leve, mas também não é pesada, como de um protetor corporal por exemplo. Fácil de espalhar, possui um cheirinho clássico de protetor mas bem suave. Segura bem a oleosidade da pele ao longo do dia. Um ótimo custo benefício.




Por último, essa versão mini - que amei, pois é maravilhosa pra guardar na necessaire - de 25g que ganhei de uma amiga que usou, e gostou tanto que não sossegou até que eu usasse também. O Protetor Solar Expertise Toque Seco L'oreal possui uma versão maior de 50g, mas essa veio de brinde num kit. A textura é inicialmente parecida com o da Natura, mas conforme você vai espalhando, logo percebe que é um pouco mais leve. O cheiro é mais forte também, mas nada enjoativo e some logo da pele. Cumpre sua promessa do toque seco, promete controlar e reduzir o brilho, e de fato senti minha pele hidratada mas não oleosa. O único porém é o FPS 30, que não é pouco, mas também não é o ideal. Por isso, uso ele em dias que vou ficar mais em casa. Gostei muito dele e achei uma ótima opção.




Já usou algum desses protetores? E o que achou deles? Se tiver algum protetor solar pra pele mista ou oleosa pra indicar, conta pra gente!



3 Makes, 1 Batom: Rosadili, Quem Disse Berenice

05 fevereiro 2020

Acredito que esse tenha sido se não um dos, o primeiro batom líquido matte que comprei da Quem Disse Berenice. Quem se lembra do quanto esse tipo de batom fez sucesso quando lançado? Lembro que a duração era um grande diferencial, além das cores lindas! O Rosadili chamou minha atenção de cara e rapidamente se tornou um dos meus favoritos. Usei bastante no início, mas depois de um tempo fui deixando de lado e ele estava lá solitário e abandonado na minha caixinha de batons. 


Depois que a Linda Kramer lançou a #1dia1batom (onde a ideia é usar um diferente todos os dias, pra aproveitar ao máximo o que temos), fiquei pensando em como poderia usar mais os que estavam parados. Coloquei a criatividade pra funcionar, vi algumas inspirações no Pinterest (nos segue por lá!) e fiz 3 maquiagens usando o mesmo batom! No início, confesso que depois de tanto tempo longe das cores super vibrantes, me senti estranha, mas foram tantos elogios, que aos poucos fui me acostumando.


A make do primeiro dia foi pra dar total destaque pro batom. A pele mais pesadinha, de boneca (efeitos da base da Ruby Rose que possui alta cobertura, mas que não indico, se quiser saber porque, clica aqui) por isso dispensei o corretivo e nos olhos aproveitei que no blush da Catrice possui marrom e rosa, e apliquei como sombra as duas cores. A sombra da Essence, usei como bronzer.


Produtos usados: Base Líquida Natural Look, Ruby Rose - Blush Multi Matt, Catrice - Pó Compacto Cor Translúcido, Vult - Iluminador Glowcomotion, W7 - Sombra My Must Haves, 01 Hello Sunshine, Essence - Máscara Exagerada Volume, Quem Disse Berenice.


No segundo dia, resolvi me inspirar em uma das maquiagens da maquiadora que sou muito fã, Cher Webb, e usei um olho com efeitos dourados. Sai da minha zona de conforto, e fiz algo que raramente faço: olho mais escuro - mesmo que seja de leve - e batom vibrante. Geralmente, quando capricho mais na sombra, opto por um batom Nude. E surpreendentemente, gostei bastante! Na pele, dessa vez o corretivo substituiu a base.


Produtos usados: Corretivo Aqua Hidratante, Quem Disse BerenicePó Compacto Cor Translúcido, Vult - Blush Multi Matt, Catrice - Iluminador High Glow Mineral, Catrice - Primer para Olhos, Ruby Rose - Paleta de Sombras Disney Princess Jasmine, Essence - Paleta de Sombras Blazin' Neutrals on Fire, W7Máscara Exagerada Volume, Quem Disse Berenice.


No último dia já estava ficando sem ideias, até que a Lola sugeriu um olho mais alaranjado. Particularmente, acho que Rosa e Laranja combinam bastante, e como as maquiagens coloridas são uma tendência bem forte no momento, escolhi essa opção. Pra não estranhar tanto, minha estratégia foi usar uma blusinha off-white bem neutra.


Produtos usados: Base Líquida Natural Look, Ruby Rose - Corretivo One Drop Coverage, Catrice - Blush Smart Colour, Cor 04, Kiko Milano - Paleta de Sombras Disney Princess Ariel, Essence - Paleta Casino, W7Iluminador Glowcomotion, W7 - Máscara Exagerada Volume, Quem Disse Berenice.


Claro que, a make do primeiro dia, por ser mais discreta, acaba se tornando mais fácil de combinar, mas achei muito interessante experimentar de outras maneiras e fiquei satisfeita com os outros resultados.

E aí, qual das 3 versões foi a favorita de vocês? Como gostei do desafio, pretendo agora fazer com outras cores, e quem vai decidir serão vocês. Votem lá nos nossos stories do Instagram!



Unhas: Francesinha Colorida

04 fevereiro 2020

Eu acho que só comecei a fazer as unhas mesmo, lá pelos meus 15 anos , porque até então elas eram bem curtinhas e frequentemente roídas. No início só pintava de clarinho, depois fui pros tons mais escuros, com o tempo passei a me aventurar nos coloridos, até que um dia, depois de muito tentar, consegui aprender a fazer Francesinha. A técnica que é tradicionalmente conhecida no modelo unhas claras e apenas a pontinha delas de branco, existe desde a década de 20! 

Como estamos adorando esses estilos mais modernos de nail art, resolvi me aventurar e experimentei uma francesinha colorida: O rosa é o Amor Secreto da Vult, e o vermelho da pontinha é o Rouge, da Panvel. Amei muito o resultado, e provavelmente seguirei usando esse modelo pra aproveitar todas as cores da minha gaveta de esmaltes. Mas se vocês acham - pois eu achava - que a francesinha colorida é algo super atual e inovador, fique sabendo que segundo a Vogue, a atriz Joan Crawford já usava na década de 30 versões escuras como preto e verde, e a pontinha sem nada.

A marca de esmaltes Orly foi quem batizou a técnica de Francesinha, na década de 70. Você pode conferir a história completa da Francesinha, nessa matéria da revista Vogue.


Lá no nosso Pinterest você encontra várias inspirações lindas e diferentes da Francesinha! E pode aguardar, que assim que eu testar outras combinações, compartilho tudo por aqui e/ou no nosso Instagram!




Geleia Unidas Pelos Cachos, Pantene

03 fevereiro 2020

Depois de ver minha prima, que tem o cabelo super parecido com o meu - ou seja, volumoso e indefinido - com ele super ondulado e bonito, quis saber qual era o segredo. Ela me contou que usava a Geléia com Textura da Pantene, que aquele já era o segundo frasco e que estava apaixonada. Nem preciso dizer que corri pra primeira farmácia, né?


A Geleia vem nessa embalagem grande de 225g, e segundo as instruções, pode ser usado com os cabelos úmidos ou secos. É só colocar a quantidade desejada nas mãos, misturar pra emulsificar e aplicar nos cabelos. Também dá pra reativar a geleia a qualquer momento borrifando o cabelo com água.


Possui uma textura peguenta e geladinha. Não espere por algo como um creme de pentear, pois é bem diferente. 


Divido o cabelo em duas partes, e aplico uma quantidade generosa com as mãos, em uma delas. Vou amassando com paciência, do meio para as pontas, aos poucos, e por ali dedico uns 5 minutos, pois tenho bastante cabelo. Depois, faço o mesmo processo do outro lado. Já na hora da aplicação, depois de amassar bem, ele fica assim:


Depois que seca, ele fica com aspecto meio úmido, mesmo estando seco, semelhante à quando aplico o creme de pentear. Pra ficar bonito, vou passando os dedos, abrindo, e separando aqueles fios que estão mais grudados. Nesse momento, as ondas vão ficando mais separadas, o volume aumenta, e o cabelo vai ficando mais leve e com movimento.


Ele fica beeeem ondulado e super cheiroso, pois é importante dizer que a fragrância da geleia é uma delícia, lembra laranja com morango, mas não sou a melhor pessoa pra descrever esse tipo de coisa.


No dia seguinte, o cabelo segue super bonito e as ondas ainda estão li muito definidas. Eu gosto ainda mais. É um produto que não hidrata o cabelo, mas também não deixa as pontas ressecadas.

Resumo: Eu amei muito essa geleia, e acho que a Pantene arrasou demais nesse lançamento. Como algumas leitoras me perguntaram, achei importante ressaltar que ele só deixa meu cabelo ondulado, porque meu cabelo já possui essa tendência. Se deixo ele secar sozinho, sem nenhuma intervenção ou produto, ele não fica exatamente assim, mas também não fica liso escorrido. Por isso acho provável que, quem tem os cabelos muito lisos não consiga atingir um resultado tão ondulado. Mas se mesmo assim você quiser tentar, nos conta depois se funcionou! 

Nota: 👑👑👑👑👑
Valor: Aproximadamente R$ 20,00. Você encontra aqui.